Nutricionista explica os benefícios dos óleos vegetais e seus derivados para a saúde do coração

08/12/2015

Saiba porque é importante incluir gorduras poli e monoinsaturadas na alimentação para diminuir os riscos de doenças cardiovasculares. Os óleos vegetais e seus derivados, como o creme vegetal, podem ser grandes aliados do coração por conterem em sua composição nutrientes essenciais que o corpo necessita, mas que não é capaz de produzir sozinho, como as gorduras poli e monoinsaturadas, conhecidas como gorduras “boas”, por exemplo. Por não serem produzidas pelo organismo, a melhor forma para alcança-las é por meio da alimentação. De acordo com a DRI’s (Dietary Reference Intakes – Recomendações Diárias para Consumo) é necessário que entre 20 a 35% do total de calorias da dieta sejam provenientes de gorduras, das quais 6 a 11% devem ser derivadas das poli-insaturadas e apenas 10% das saturadas, que são as chamadas gorduras “ruins” que, em excesso, podem causar prejuízos à saúde cardiovascular.

 

"Entender quais tipos de gorduras devemos consumir para se ter uma alimentação saudável pode ser confuso. É aconselhada uma alimentação balanceada com a presença de todos os nutrientes. Uma dieta rica em gorduras poli-insaturadas, como os ômegas 3 e 6, (encontrada em nozes, sementes, peixes, óleos e derivados, como os cremes vegetais) e pobre em gorduras saturadas (encontradas principalmente em alimentos de origem animal como carnes vermelhas, capas de gordura, leite integral e derivados) é o ideal para a saúde do coração”, explica a nutricionista Dra. Ana Carolina Moron, doutora pelo Instituto do Coração- Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

 

Além dos benefícios dos ômegas, alguns cremes vegetais, por sua vez, também contém fitoesteróis, compostos vegetais que auxiliam na redução da absorção do colesterol. Estes estão presentes naturalmente em alimentos como frutas, verduras e óleos vegetais. Estima-se que, em São Paulo, o consumo médio de fitoesteróis seja de 100mg por dia. Contudo, para que os mesmos auxiliem na redução da absorção do colesterol, a quantidade  deste composto na alimentação deve ser de 1,6g a 2g por dia, possível apenas em alimentos adicionados, como o creme vegetal que, em 2 colheres de sopa por dia (20g), entrega a quantidade recomendada de fitoesterois para a redução de até 15% do colesterol (1,6g de fitoesteróis). Os resultados podem ser vistos a partir de três semanas de uso e seu consumo deve ser associado a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis.

 

Desta forma, as gorduras poli e monoinsaturadas, assim como os fitoesteróis, podem ser aliados à saúde do coração. Sugere-se equilibrar os alimentos com esses elementos como parte de uma alimentação saborosa, variada e nutritiva.

 

Sobre Becel
Presente no Brasil desde 1973, a marca apresenta opções de produtos para pessoas que buscam qualidade de vida, fazendo da alimentação uma grande aliada do coração. Dentro de seu portfólio estão os cremes vegetais Becel Original com e sem sal e Becel sabor Manteiga, ambos contêm óleos vegetais e vitaminas A, D e E.  A segunda versão ainda conta com um sabor mais semelhante à manteiga. Outra variante, presente no portfólio da marca é o creme vegetal Becel Pro-Activ, que possui fitoesteróis - compostos presentes em alimentos de origem vegetal, que atuam auxiliando na redução de absorção do colesterol quando associados a uma dieta equilibrada e hábitos de vida saudáveis. Para obter o benefício, a quantidade diária recomendada é de 20g (duas colheres de sopa) de Becel Pro-Activ, representando um consumo diário de 1,6g de fitoesteróis.

 

 

 

Please reload

DESTAQUES

5 apps que uma mulher moderna deve ficar de olho

1/3
Please reload

©Poderosas de Batom 2020. Todos os direitos reservados.


Produzido por:

Logo_copinha_transparent.png