Atletas de elite experimentam uma nova estratégia: mais vitamina D

20/08/2016

 

Equipes de esportistas profissionais acreditam ter encontrado uma vantagem extraordinária em um dos nutrientes mais básicos: a vitamina D. Quando milhões de dólares estão em jogo, as equipes profissionais rastreiam a saúde dos seus atletas olímpicos ou de elite com mais precisão do que nunca, visando assegurar que eles sigam com um desempenho máximo. Como parte desse esforço, diferentes times dos Estados Unidos começaram a monitorar os níveis e a ingestão de vitamina D dos jogadores, além de outros aspectos de uma alimentação saudável e da qualidade do sono.

 

Os dirigentes das equipes também estão considerando os resultados de uma pesquisa reveladora que sugere que a deficiência de vitamina D poderia aumentar o risco de lesões nos atletas, o que nas Olimpíadas, por exemplo, poderia significar a perda de uma medalha. O estudo publicado no American Journal of Sports Medicine, em 2015, e divulgado no Wall Street Journal, é particularmente impactante porque concluiu que os níveis de vitamina D foram significantemente inferiores nos jogadores que sofreram pelo menos uma fratura óssea. Outro estudo, de 2011, apresentado em uma reunião da American Orthopaedic Society for Sports Medicine, encontrou uma associação entre baixos níveis de vitamina D e lesões em atletas. Segundo Maria Fernanda Elias, especialista em nutrição da empresa DSM, a vitamina D promove a retenção e a absorção do cálcio nos ossos e, além disso, atua na manutenção do sistema imune e no crescimento celular. Infelizmente, níveis baixos desse nutriente não são exclusividade dos atletas, já que aproximadamente 1 bilhão de pessoas apresentam deficiência de vitamina D em todo o mundo, incluindo 60% dos adolescentes brasileiros.

 

O estilo de vida moderno dificulta a ingestão de níveis adequados de vitamina D apenas por meio da dieta e da exposição à luz solar. Por isso, os profissionais de saúde recomendam frequentemente o consumo de suplementos de vitamina D e alimentos enriquecidos como uma fonte complementar importante. Para saber mais, ter mais informações sobre a vitamina D e outros nutrientes, Maria Fernanda indica um canal que explica como as pessoas podem obter o máximo proveito das vitaminas.

 

 

 


Sobre a Bio Ritmo

Fundada em 1996, a rede de academias Bio Ritmo possui cerca de 50 mil alunos e 27 unidades localizadas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Pará. A Bio Ritmo tem como proposta oferecer um serviço sofisticado para quem busca atendimento especializado, equipamentos modernos e ampla grade de aulas de ginástica. A marca faz parte do Grupo Bio Ritmo, 4º maior em crescimento de receita entre 2013 e 2014, segundo o relatório global 2014 da IHRSA. Mais informações em www.bioritmo.com.br

Please reload

DESTAQUES

Candidata Mylene Tubero!

1/3
Please reload

©Poderosas de Batom 2020. Todos os direitos reservados.