Carboidrato nosso de cada dia

Primeiro devo avisar que não estou falando pra você atleta, super dieta diferenciada etc. Estou falando para a geralzona mesmo, a massa feminina que luta contra a balança 4ever e anda com medo de macarrão.

 

Se a sua dieta é baixa em carboidratos, em gorduras ou em proteínas, talvez, quem sabe, hipoteticamente, dependendo de muitos outros fatores... isso importe para o seu bem estar físico e mental, importe para a sua composição corporal, interfira em seu humor, disposição, hidratação... e talvez, apenas talvez, possa interferir na velocidade em que você enxerga os ponteiros da balança baixarem, mas pouco importa para a sua perda de peso a longo prazo. 

 

Como a maior parte das pessoas vê a proteína como o principal e mais gostoso do prato, as dietas com redução de carboidratos vem fazendo bastante sucesso. Além do mais, escolher boas proteínas é bem fácil: carnes, ovos, peixes... a não ser que a pessoa entenda tudo muito errado e pense que salsicha é boa fonte proteica. Hehe... Escolher bons carboidratos já não é tão simples. São muitas as opções de pães e massas, são zilhares de legumes, frutas, raízes... Os pães então! Eles têm cada vez mais grãos, mas mais aditivos químicos também. Nas lojas a granel tem farinha de tudo. Outro dia estraguei uma receita com uma de maracujá. Eu esperava sabor de maracujá, mas só encontrei foi um sabor odiável e amargo. Na escolha do carboidrato ideal tem ainda a questão de índice e carga glicêmica dos alimentos... É papo pra outro texto: como escolher o carboidrato ideal. Vai ter 27 páginas! hahaha...

 

Fato é que a manutenção de uma menor oscilação glicêmica durante o dia gera inúmeros benefícios e, para isso, é preciso evitar picos e vales da glicemia. Em alguns casos esse controle é mandatório e em outros ele é "apenas" muito bom. Não conheço benefícios de se ampliar a oscilação glicêmica. Por isso o consumo de carboidratos de boa qualidade e a sua conjugação com fibras, gorduras e proteínas em vez da ingesta isolada, são essenciais para uma curva glicêmica top. 

 

Só que... buscar um carbo mais integral porém cheio de conservantes, realçadores de sabor etc pode levar sim a um consumo maior de fibras, mas prejudicar a sua saúde em outros aspectos e o seu microbioma intestinal. E um bom microbioma é tudo na vida! É ele quem vai guiar seus desejos alimentares e irá interferir em todo o seu organismo, principalmente no seu sistema imunológico. É por isso que minhas orientações nutricionais privilegiam sim os alimentos integrais, mas a regra básica da boa escolha é: o menos processado possível.

 

Então, além de cuidar de ser ou não integral, confira antes a lista de ingredientes. O pão francês da padaria, de farinha branca mesmo, pode ser um aliado bem mais bacana que o 12 grãos do supermercado. 

 

É claro que a indústria já vem sacando que estamos cada vez mais antenados nos rótulos. Já tem opção bacana sim, mas ainda muita enganação. Uma das que mais me incomoda são as bisnaguinhas infantis com cara de merenda, sabe? Tem uma integral de personagem de desenho animado... Leiam o rótulo daquilo. Gente, pão é farinha, fermento e água. As listas longas de ingredientes e a presença de nomes esquisitos que não são coisas de comer já são o suficiente para largar pra lá.

 

Corre pra padoca.

Please reload

DESTAQUES

Candidata Mylene Tubero!

1/3
Please reload

©Poderosas de Batom 2020. Todos os direitos reservados.