O machismo na fala

 

 

Já ouviu falar em mansplaining?

 

Ele é um termo criado da junção das palavras em inglês man (homem) e explain (explicar), usado para descrever quando um homem tenta explicar algo para uma mulher, assumindo que ela não entenda sobre o assunto.

 

Muitas vezes é usado um tom paternalista, como se ela não fosse intelectualmente capaz de entender algo.

 

O termo foi inspirado pelo ensaio da escritora Rebecca Solnit, chamado “Os Homens Explicam Tudo Para Mim”, de 2008. No mesmo ano, ele apareceu pela primeira vez na rede social LiveJournal, se popularizando entre blogueiras feministas. Em 2010, o termo foi nomeado como uma das “Palavras do Ano” pelo jornal The New York Times e em 2014 foi acrescentado no dicionário online de Oxford.

 

É impossível descobrir como esse comportamento surgiu, mas ele reflete a crença de que as mulheres, e suas vozes, valem socialmente menos do que os homens.

 

Parece inofensivo para alguns, mas isso pode ter consequências reais, que vão desde a insegurança da mulher até problemas profissionais.

 

A professora da Harvard Business School, Francesca Gino avalia que isso acontece por causa dos preconceitos inconscientes que se tem sobre gênero, como a tendência de ver homens como líderes e mulheres como subordinadas, escreveu ela em artigo da publicação Harvard Business Review. 

 

Para ela, essas crenças estão arraigadas na sociedade e ainda sugere algumas coisas para tentarmos combatê-las: 

 

  • Reconhecer que fazemos suposições sexistas sem perceber;

  • Consumir conteúdos (como filmes e séries) com representações mais plurais de mulheres e outros grupos marginalizados;

  • Conhecer pessoas que frequentemente são estereotipadas, como pessoas LGBT;

  • Nos colocar no lugar de nossos interlocutores em conversas

 

E você, já passou por isso?

Please reload

DESTAQUES

5 apps que uma mulher moderna deve ficar de olho

1/3
Please reload

©Poderosas de Batom 2020. Todos os direitos reservados.


Produzido por:

Logo_copinha_transparent.png