COVID-19: CRISE, CIDADES MODELO E MORTES PELO MUNDO

O mundo em 2020 devido a pandemia do Covid-19, alterou de forma significativa suas configurações de estabilidade, saúde, emprego, desprevenido quem estava tranquilo e o pior, assolando a população mundial que dependia a longo prazo de um futuro melhor para questões até de sobrevivência.


A pandemia ou quarentena ultrapassou os limites e nesse final do mês de outubro, mais de seis meses depois do estágio inicial apresenta mais de um milhão de mortes em todo o mundo e mais de quarenta milhões de casos confirmados da doença, números assustadores e preocupantes.



Em alguns países, a onda do vírus atualmente se mantém estável e em outros países que estavam com níveis bem baixos pós pandemia, agora se preocupam novamente com um estágio dois, devido a liberação de boa parte de tudo que estava fechado e controlado por órgãos de saúde.


No Brasil a situação continua preocupante, com mais de 5 milhões de casos confirmados e agora na faixa dos cento e cinquenta e cinco mil mortos, mas percebemos que a situação está como se tudo fosse as mil maravilhas. Noticiários diariamente falando do aumento do número de mortes e as pessoas já superlotando praias, bares e clubes, atos que prejudicam não só a quem está frequentando, mas também quem infelizmente não consegue trabalhar ou ficar em casa, por ter de sair para sustentar suas casas.


Casos diferentes desses e raros, são encontrados em poucas cidades do país, em levantamento do Ministério da Saúde, tendo os estados de Minas Gerais e Rio Grande do Sul com o maior número de cidades sem o vírus, motivo de aplausos e de apreensão, pois os estados mais populosos já se encontram em números bem elevados da doença.


Para que essa situação não piore e para que os brasileiros e os cidadãos mundiais possam levar novamente sua vida normal, o que é difícil de se precisar se será possível e quando, algumas medidas são importantíssimas para amenizar essa pandemia.


Lave suas mãos com frequência, use sabão e água ou álcool em gel, mantenha uma distância segura de pessoas que estiverem tossindo ou espirrando, use máscara quando não for possível manter o distanciamento físico, não toque nos olhos, no nariz ou na boca, cubra seu nariz e boca com o braço dobrado ou um lenço ao tossir ou expirar, fique em casa se você se sentir indisposto. Caso tenha febre, ou dificuldade de respirar, procure atendimento médico. A batalha é de todos, mas cada um pode fazer sua parte, todos contra o COVID-19.


DESTAQUES

©Poderosas de Batom 2020. Todos os direitos reservados.